AGRUPAMENTO DE ESCOLAS HENRIQUES NOGUEIRA

Quem somos...

O nosso patrono José Félix Henriques Nogueira nasceu a 15 de Janeiro de 1823, na Bulegueira, freguesia de Dois Portos. «Espírito cultivadíssimo em vastas leituras e em longas viagens», considerado um dos fundadores da democracia portuguesa. Pensador livre e homem de consensos, procurou aliar o amor à terra, ao local com as exigências do progresso geral, as grandes e importantes melhorias de que o país carecia. Idealizou uma República fundada no livre associativismo, no municipalismo e numa federação dos estados ibéricos e defendeu a escolaridade pública universal e gratuita.

É este legado de compromisso cívico, de harmonização entre o local e o universal, entre o amor à tradição e a abertura à modernidade, entre utopia e realismo, que cremos fazer todo o sentido enquanto motivo orientador da acção deste estabelecimento de instrução pública.

A nossa história

Iniciámos a actividade na década de 50 como Escola Industrial e Comercial de Torres Vedras, com cerca de 300 alunos. Surgimos e crescemos ligados ao período de expansão industrial e comercial da região. As anteriores instalações foram inauguradas no ano lectivo de 1969/1970, para responder a um número crescente de alunos.

Depois de 1974 passámos a chamar-nos Escola Secundária nº 1 de Torres Vedras e a partir da segunda metade da década de 80 Escola Secundária de Henriques Nogueira. Chegámos a ter cerca de 2800 alunos e quase 200 professores, nos finais de 80/ inícios de 90, número que progressivamente tem decrescido, acompanhando a tendência geral do país, para os actuais cerca de 1200 alunos e 150 professores.

Em 26 de Abril de 2013, e no âmbito da reorganização da rede escolar, passámos a Escola Sede do Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira, por fusão da Escola Secundária de Henriques Nogueira com o Agrupamento de Escolas de Maxial.

Fazendo jus ao nosso patrono, temos procurado pautar a nossa prática no sentido da formação para a cidadania, quer pela promoção de ofertas educativas, projectos e actividades de ligação à comunidade local, quer pelo envolvimento em iniciativas, projectos e concursos de âmbito nacional, tendo recebido, no triénio, vários prémios e menções, em concursos de âmbito nacional.